Membresia

Membresia – Servindo a Deus e uns aos outros

BAIXE O ARTIGO

Na verdade, toda a ideia de membresia não é nossa invenção; tem sua origem na própria Bíblia. Foi principalmente o apóstolo Paulo que desenvolveu isso em suas epístolas. Ele comparou a igreja a um corpo composto de muitos membros. Ele usou essa expressão em primeiro lugar para mostrar que as pessoas não são todas iguais; Elas são diferentes. Ele diz que nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro pertence a todos os outros (Romanos 12:5). E algumas linhas depois ele acrescentou que os membros da igreja têm dons diferentes (12:6). Paulo continua mencionando alguns desses dons: servir, ensinar, encorajar, dar ofertas para os necessitados, dar liderança, fazer obras de misericórdia.

Esta lista mostra que os membros da igreja contribuem para a igreja de muitas maneiras diferentes. É verdade que o ministro trabalha na igreja ensinando a palavra de Deus à congregação, mas ele não é o único membro que tem uma função. Há também os outros membros, que têm muitas tarefas para cumprir na igreja. Não há somente líderes na igreja, há também servidores, pessoas que trabalham fielmente em todas as muitas funções que devem ser cumpridas dentro da congregação. Alguns contribuem com palavras, encorajando. Outros contribuem ajudando nas necessidades físicas de outros membros, dando dinheiro aos necessitados. Há algumas funções que um membro pode assumir, outras são dadas ao membro. Mas no corpo da igreja, cada membro tem um lugar e uma função.

O significado da palavra “membresia” foi esvaziado, por assim dizer. Hoje, alguém pode ter uma associação em um clube de fitness, onde as pessoas cuidam de seus próprios músculos. E pode-se ter uma associação em um supermercado, para economizar algum dinheiro. É possível que as pessoas vejam a afiliação da igreja da mesma maneira. Eles perguntam aos líderes da igreja: Quais são os benefícios deste “clube” para mim? E se o clube não oferecer benefícios competitivos, eles deixam de pagar as dívidas e não aparecem. Nosso tempo estimula o consumidor em relação a sua membresia. Mas isso não é o que significa pertencer à igreja. Lá, a membresia é por participação na natureza.

A membresia na igreja tem a ver com o fato de que a igreja é como um corpo com partes diferentes. Isso significa que, como membro, você é parte de um grupo maior de pessoas que trabalham juntas para o mesmo objetivo. Isso é antes de tudo visível nos cultos de adoração. Lá nos reunimos para mostrar que somos membros vivos da igreja que é o corpo de Cristo. Logo no início do serviço, confessamos que somos impotentes neste mundo, mas que esperamos nossa ajuda do Deus que fez os céus e a terra. Não confessamos apenas isso por nossa própria pessoa ou por nossa própria família. Confessamos isso na e para a comunidade da igreja. Dizemos a Deus com humildade que confiamos nele para nos proteger como uma comunidade da igreja e cuidar de nós. Outra parte do serviço é que nós O louvamos juntos. Quantos continuariam a louvar a Deus, se não o fizéssemos regularmente na igreja? Juntos somos abordados na pregação, pois todos os membros da congregação têm o mesmo dever de viver diante de Deus e vivem no mesmo mundo. Depois de termos sido abordados juntos, usaremos esse ensinamento para nos ajudar a formar padrões de comportamento piedoso em nossa vida diária.

O fato de sermos um corpo, uma comunidade, também se mostra no fato de que nós mesmos contribuímos para isso. Nós não só recebemos juntos, nós também damos. Um elemento obviamente comunitário é a coleta no culto de adoração que, juntamente com a contribuição regular, é usada para apoiar financeiramente os membros próximos e distantes. Mas essa não é a única maneira de ajuda mútua. Em Romanos 12, muitos modos diferentes são mencionados nos quais podemos contribuir um para o outro. Os dons que Deus deu não são os mesmos para todos. Existem diferentes funções. No entanto, é impossível ser membro e não participar. Os membros de papel (só da mera lista) não podem existir na igreja como um corpo. Você não pode ser um membro e não participar do culto de adoração. E você não pode ser um membro e não estar envolvido em atividades congregacionais para os outros. O corpo da igreja deve estar vivo e seus membros ativos.

A filiação à igreja é mais do que estar nos livros. Os membros da igreja participam da comunidade do povo de Deus adorando a Deus e ajudando uns aos outros.


Tradução: Marcel Tavares.

Revisão: Ester Santos.

O website revistadiakonia.org é uma iniciativa do Instituto João Calvino.

Licença Creative Commons: Atribuição-SemDerivações-SemDerivados (CC BY-NC-ND). Você pode baixar e compartilhar este artigo desde que atribua o crédito à Revista Diakonia e ao seu autor, mas não pode alterar de nenhuma forma o conteúdo nem utilizá-lo para fins comerciais.

Próximo artigo Não peguei nada daquele Sermão
Artigo anterior Colhendo o fruto das apostas

Artigos relacionados

Comentários com o Facebook (0)

Comentários com o Wordpress (0)

0 Comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário

15 − 11 =