Membresia

Como posso saber qual trabalho Deus tem para eu fazer neste mundo?

BAIXE O ARTIGO

Esta é uma excelente pergunta. Fazer essa pergunta já é o passo mais importante para determinar o que Deus tem em vista para você. Em vez de determiná-lo você mesmo, ou deixar que outros o determinem por você, você precisa considerar seriamente o que Deus quer que você faça.
Primeiro, é importante examinar o que a Bíblia quer dizer sobre trabalho.

A visão do trabalho da Bíblia

Deus projetou o trabalho, e Deus nos projetou para trabalhar (Gênesis 2:15). Faz parte do que significa exercer domínio no mundo que Deus criou (ver Gênesis 1:26). Por isso Deus nos criou e nos colocou em Sua criação. Mesmo após a queda, embora agora esteja sob maldição, a instituição do trabalho ainda é uma parte importante de nosso dever aqui neste mundo. De fato, existem circunstâncias de doenças e incapacidades que impedem certas pessoas de trabalhar, mas mesmo assim e, certamente como regra, o trabalho é uma parte muito importante da vida. O conceito bíblico de trabalho inclui mais do que apenas trabalho “pago”. Certamente, é mais do que simplesmente trabalho manual. É todo esforço coordenado de força, habilidade e engenhosidade humana para um ou outro fim que glorifica a Deus. Um desempregado ou aposentado ainda pode trabalhar. Uma mãe em casa trabalha. Um aluno trabalha em seus estudos. As crianças devem aprender desde cedo a trabalhar. Ministros trabalham. Jesus trabalhou de várias maneiras. Sem dúvida, quando criança, trabalhou de várias maneiras. Ele também trabalhou para José, marido de sua mãe.

Ele trabalhou na pregação e ensino, e assim por diante. E por causa dessas coisas, assim como Sua obra finalizada na cruz, os crentes em Cristo agora podem trabalhar de uma maneira que agrade a Deus. O trabalho deles não é em vão no Senhor.

Instruções

O chamado mais alto para você é o chamado que Deus tem para você. Não é necessariamente ser um ministro ou missionário. O maior trabalho que você pode fazer é o trabalho que Ele tem para você fazer. Isso é algo em que os reformadores e os puritanos eram extremamente fortes. No seu tempo o clericalismo havia elevado o sacerdócio. Eles estavam acima de todos os outros. Eles eram uma espécie de grupo espiritual, e todo mundo era muito secundário. Tomemos, por exemplo, o puritano William Perkins. Ele diz: “A ação de um pastor em guardar ovelhas… é uma obra tão boa diante de Deus quanto a ação de um juiz proferindo uma sentença ou de um magistrado no governo ou de um ministro na pregação.

João Calvino disse:

Cada homem tem uma designação de Deus que vale a pena em si mesma, por mais modesta que seja, porque é recebida de Deus e deve ser vivida por Deus. Mesmo Deus designou todos os seus deveres particulares em diferentes esferas da vida e denominou tais esferas de vocações ou chamando. A vida de cada indivíduo, portanto, é, por assim dizer, um cargo designado pelo Senhor, para que ele não fique vagando na incerteza todos os dias.

Você foi chamado para ser engenheiro, agricultor, mãe, dentista, médico, paisagista, professor, pescador, mecânico, empresário, cientista, bombeiro, contador, técnico em informática, motorista de caminhão? Essa é a chamada mais alta que você poderia ter. E você não deve, em nenhum sentido, sentir que é um chamado menor do que o de outras pessoas. É o chamado mais alto possível, porque é o chamado que Deus lhe deu.

Isso nos leva de volta à pergunta: “O que devo fazer?” Vamos considerar os seguintes princípios:

1. O primeiro é a Bíblia

Esta é a primeira coisa, porque, se a Bíblia ordena ou condena algo, não importa o que mais possa se sugerir em sua vida, você deve primeiro obedecer à Palavra de Deus. Isso significa, por exemplo, que qualquer trabalho que o force a quebrar o dia do shabat, exceto por motivos de necessidade ou misericórdia, seria impróprio. Isso também significa que, se você não consegue encontrar um emprego em sua linha de trabalho, em vez de simplesmente dizer que isso significa que você não deve trabalhar, lembre-se de que a Bíblia nos ordena a trabalhar com as mãos. Terceiro, se você é mãe, sua linha de trabalho normalmente será a das crianças em casa (Tito 2:5). A Bíblia também precisa ser a primeira, porque nos diz como devemos ver nosso mundo e nós mesmos nele, e sem ela não tomaremos decisões apropriadas em nenhuma área da vida. Por exemplo, se Deus me dá uma esposa e uma família, e se Deus me dá filhos, esse trabalho vai realmente reduzir minha capacidade de ser pai? Como isso afetará a vida familiar? Ainda serei capaz de ser como Deus exige que eu seja marido, pai, etc.?

2. O segundo é a oração

Se Deus tem um chamado para nós, temos que perguntar a Ele: ‘Senhor, o que o senhor gostaria que eu fizesse?’ Não se perguntar: O que eu quero? Não é o que os outros querem que eu faça. Mas o que Deus quer que eu faça. Portanto, nossa busca por trabalho deve começar com os joelhos: ‘Senhor, mostre-me, me guie, ensine-me e me indique maneiras diferentes para o chamado que o Senhor criou e desenhou apenas para mim’.

3. Em terceiro lugar: os talentos

Deus nos entregou Seus bens na forma de talentos, habilidades e capacidades. Ele nos deu, a saber, talentos físicos, intelectuais e emocionais. E realmente, os talentos, habilidades e capacidades que Ele nos deu são realmente algumas das melhores maneiras de descobrir o que Ele deseja que façamos. Ele não pediu para você fazer algo para o qual não o equipou. Agora, é verdade que os talentos precisam ser desenvolvidos, aprimorados e usados. No começo, você pode querer fazer algo, mas acha que não tem talento para isso. No entanto, ao se dedicar a isso com sinceridade e dedicação, em breve se revelará se você tem habilidade ou não.

4. Em quarto lugar: a utilidade

Não deve ser dinheiro, poder ou prestígio. Mas, perguntar a Deus: ‘O que seria mais útil no mundo? Sim. O que o mundo precisa hoje? Que áreas do mundo precisam especialmente dos cristãos? Em que áreas do mundo a influência cristã pode ser maximizada e tornada útil? Seria nos negócios? Seria na medicina? Seria nas pesquisas? Mas não apenas: o que seria útil no mundo? Também devemos fazer a pergunta: O que seria útil para a igreja? Talvez, se você estivesse tentando decidir entre duas linhas de trabalho, poderia ser útil fazer esta pergunta. Qual será o caminho mais útil?

5. Em quinto lugar: aconselhamento

Pode ser útil que os jovens conversem com seus pais ou outras pessoas com autoridade, como um professor, presbítero ou pastor, sobre qual linha de trabalho escolher. Às vezes, pais ou outras pessoas com autoridade podem ler você e suas habilidades melhor do que você. Muitas vezes, eles também conhecem melhor o mundo ao seu redor e podem ajudar a orientá-lo.

6. Sexto: desejo

Às vezes, as pessoas têm talento para algo, mas não conseguem satisfazer o desejo, pelo menos a longo prazo. Se isso é verdade para você, você deve se perguntar se seus desejos são adequados ou desordenados. É possível que você esteja simplesmente se rebelando contra o caminho de Deus, porque deseja algo que o Senhor não deseja que você tenha. No entanto, geralmente, Deus reúne talentos e desejo, bem como o próximo ponto.

7. Sétimo: oportunidade

Às vezes, as pessoas sonham com alguma ou outra linha de trabalho, mas ficam decepcionadas. Eles nunca parecem ter a oportunidade de treinar, ou se treinaram, para exercer essa linha de trabalho. Embora seja possível extrair muita providência, especialmente em casos isolados, se houver um padrão ao se perseguir um certo ângulo de trabalho de portas fechadas, pode ser que Deus esteja direcionando você em uma direção diferente. Relacionado a isso, há uma crescente preocupação com a dívida. Esse chamado vai me envolver com um fardo insuportável de dívida? Vou levar isso para o casamento comigo? Isso me forçará, se eu for mulher, a trabalhar durante anos do meu casamento antes de estar “disposta” a ter filhos.

8. Finalmente: satisfação

Quando Deus criou o mundo, teve prazer no trabalho que fez, e também podemos e devemos, com gratidão a Deus e na dependência dele, deleitar-nos com o que Ele nos permitiu fazer. Obviamente, devemos sempre confessar que poderíamos ter e deveríamos ter feito melhor. No entanto, o fazendeiro pode ter prazer com as plantações que plantou quando elas crescem, assim como uma mãe pode se alegrar quando olha para os anos que passou criando filhos, apesar de como o mundo fala sobre este assunto.

Conclusão

Como eu disse no começo, o chamado mais alto para você é o que Deus tem para você. Não posso determinar isso para você. No entanto, permita-me dar mais três indicadores. Antes de tudo, o mundo precisa desesperadamente de ministros e missionários fiéis do evangelho, homens chamados por Deus com o desejo de ver homens convertidos, a igreja edificada e a glória de Deus expandida. Também precisa de professores cristãos, que sacrificam seu tempo e suas energias para moldar a nova geração para o serviço de Deus no mundo. Além disso, ninguém deprecie o trabalho em tempo integral de uma mãe, como eu já disse anteriormente. Em certo sentido, as mães governam o mundo como, juntamente com seus maridos e sob sua autoridade, elas criam seus filhos de acordo com a Palavra de Deus. Que Deus conceda à nossa geração em ascensão que vejam seus chamados à luz das Escrituras e trabalhem assim para a glória de Deus.

Vai ter com a formiga, ó preguiçoso, considera os seus caminhos e sê sábio. Não tendo ela chefe, nem oficial, nem comandante, no estio, prepara o seu pão, na sega, ajunta o seu mantimento.


Tradução: Marcel Tavares.

Revisão: Thaís Vieira.

O website revistadiakonia.org é uma iniciativa do Instituto João Calvino.

Licença Creative Commons: Atribuição-SemDerivações-SemDerivados (CC BY-NC-ND). Você pode baixar e compartilhar este artigo desde que atribua o crédito à Revista Diakonia e ao seu autor, mas não pode alterar de nenhuma forma o conteúdo nem utilizá-lo para fins comerciais.

Próximo artigo O desafio da liderança espiritual
Artigo anterior A Nova Aliança Estabelecida

Artigos relacionados

Comentários com o Facebook (0)

Comentários com o Wordpress (0)

0 Comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário

sete + oito =