Membresia

Todo o bem está em Cristo somente

BAIXE O ARTIGO

“Todo bem que pudermos pensar ou desejar encontraremos unicamente nesse mesmo Jesus Cristo, pois Ele

foi vendido para nos comprar de volta para Deus;

foi feito cativo para nos libertar;

foi condenado para nos absolver;

Ele foi feito maldição para sermos abençoados;

tornou-Se oferta pelo pecado para a nossa justiça;

foi desfigurado para nos tornar agradáveis;

Ele morreu para termos vida;

de forma que, por meio d’Ele, a fúria foi domada,

aplacou-se a ira,

as trevas tornaram-se luz,

em lugar do medo, veio a segurança,

em vez do desprezo, fomos aceitos,

cancelou-se o débito,

em vez do esforço, tivemos alívio,

em lugar de tristeza, alegria,

não mais desgraça, mas felicidade,

obstáculos transformaram-se em acessos,

a desordem se organizou,

a discórdia transformou-se em união,

a desonra deu lugar à honra,

a rebelião foi subjugada,

as ameaças se intimidaram,

as ciladas foram expostas,

as investidas contra nós foram contra-atacadas,

a violência foi rechaçada,

a luta foi combatida,

guerreou-se contra a guerra,

a vingança foi vingada,

o tormento foi atormentado,

a condenação foi condenada,

o abismo afundou no próprio abismo,

o inferno foi paralisado,

a morte morreu,

a mortalidade virou imortalidade.

Em suma, a misericórdia tragou toda a miséria e a bondade, toda a desgraça. Pois todas essas coisas que seriam as armas do diabo em sua batalha contra nós, e o aguilhão da morte para nos ferir, são transformadas para nós em exercícios que podem converter-se em nosso benefício. Se somos capazes de nos gloriar com o apóstolo, dizendo: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?”, é porque, pelo Espírito de Cristo, não vivemos mais nós, mas Cristo vive em nós.”

— João Calvino, no prefácio ao Novo Testamento de Pierre Robert Olivétan.


Artigo original: Calvin: Every Good Thing in Christ Alone.

Tradução: Helio Kirchheim.

O website revistadiakonia.org é uma iniciativa do Instituto João Calvino.

Licença Creative Commons: Atribuição-SemDerivações-SemDerivados (CC BY-NC-ND). Você pode baixar e compartilhar este artigo desde que atribua o crédito à Revista Diakonia e ao seu autor, mas não pode alterar de nenhuma forma o conteúdo nem utilizá-lo para fins comerciais.

Próximo artigo Serviço
Artigo anterior Por que nas igrejas reformadas há um mandato para os ofícios?

Artigos relacionados

Comentários com o Facebook (0)

Comentários com o Wordpress (0)

0 Comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário

Os seus dados estão seguros! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados com *