Membresia

Preparação para a Ceia do Senhor: O autoexame e a promessa fiel de Deus

BAIXE O ARTIGO

Da forma para a Celebração da Ceia do Senhor

O autoexame é um aspecto importante da celebração da Ceia do Senhor. A Forma para a Celebração da Ceia do Senhor afirma que o verdadeiro autoexame consiste em três partes. Esta meditação tem como foco a segunda parte.

Segundo: cada um deve sondar seu coração para ver se também confia na promessa fiel de Deus, de que todos os seus pecados são perdoados somente por causa do sofrimento e da morte de Jesus Cristo, e que a perfeita justiça de Cristo lhe é imputada gratuitamente, como se você mesmo tivesse cumprido toda a justiça

Contigo há perdão

Esta semana é a semana da preparação, antes da Ceia do Senhor. Durante esses dias de preparação, devo concentrar me na cruz e no Senhor Jesus. Eu deveria fazer isso sempre! O Senhor sabe o quanto isso é difícil para mim, é como se fosse apenas uma semana normal. Envolvo-me no meu trabalho; fico completamente absorto pelas coisas do dia a dia. Eu sei que Deus aprova meu empenho, isso não está em contradição com o santo banquete do próximo domingo. No entanto, preciso preparar-me. No Salmo 130, leio: “…contigo está o perdão…!” Agora mesmo, desejo que Deus me assegure que nada irá me impedir de compreender bem estas palavras: “Contigo está o perdão…!”.

Preciso verdadeiramente desse perdão? E — estou realmente disposto a dizer isso? Realmente creio nisso?

Eu devo considerar tudo isso cuidadosamente. Devo lembrar-me da primeira parte do autoexame, e confessar novamente: eu mereço a ira de Deus por causa dos meus pecados. Este é o caminho. E o ponto é: devo abrir mão de tudo e realmente esperar todas as coisas somente em Cristo. Na cruz, Ele morreu uma morte amarga e vergonhosa. Meu Deus — contigo está o perdão!

Certamente, não posso alegar que nada de pecaminoso aconteceu nos últimos meses. Não posso afirmar que não cometi nenhum erro e, portanto, poderia participar da Ceia do Senhor com um coração autoconfiante. Eu não posso, igualmente, comparar-me com outros e tirar conclusões favoráveis ao meu respeito. Não há nada que eu possa esconder. Porque estou diante da cruz, face a face com Cristo! Ninguém permanece entre nós. Diante da cruz acho-me… culpado.

E, ainda assim, …contigo está o perdão? No começo, pensava que isso tinha pouco a ver com essa afirmação: ‘porque a ira Dele contra o pecado é muito grande’. Entretanto, não é assim, como percebo agora. A primeira afirmação é a extensão da segunda. Se eu não conheço nada além do meu pecado e da ira de Deus, então sou a mais miserável de todas as pessoas, e então, essa semana de preparação é a pior de todas as semanas.

Estou diante da cruz de Jesus Cristo.
Quão amarga e vergonhosa foi a Sua morte!
Às vezes, eu simplesmente não sei o que fazer.
Frequentemente, eu não me reconheço,
Não conheço o caminho do meu próprio coração.
Em alguns momentos, fico com medo dos meus próprios pensamentos,
Preso estou nos meus próprios pecados.

Entretanto — lembro-me dessa cruz. Onde Jesus Cristo morreu. Por que Ele morreu? Para tornar-me participante de Sua justiça. Não preciso mais detestar a mim mesmo. Graças à Cruz de Cristo, a bondade amorosa de Deus me espera.

Posso acreditar nisso? Atrevo-me a acreditar nisso? Será que isso me enche de profundo temor e grata reverência?

Sim Senhor — contigo está, de fato, o perdão! Tu mesmo o disseste! Por favor, opere este perdão em mim por meio do seu Santo Espírito.

Leituras para a semana de preparação

Domingo: Isaías 52.13-53.12
Segunda: Isaías 55.1-13
Terça: Miqueias 7.18-20
Quarta: Romanos 3.21-30
Quinta: Romanos 5.1-11
Sexta: 2 Coríntios 5.11-21
Sábado: Mateus 26.26-30
Domingo: Manhã: Salmo 86.1-7 / Noite: Salmo 86.8-13

Cântico²: Salmo 86.1,2

1 (v.1-2)
Senhor, volta os ouvidos
Me responde,_estou aflito!
Necessitado também.
Vem minh’alma preservar.
Pois eu sou bem piedoso.
Ó meu Deus, vem Tu e salva
Salva este servo Teu
Ele, pois, confia_em Ti.

2 (v.3-4)
Ó Senhor, te compadece
Oh! De mim te compadece.
Pois a Ti fico_a clamar:
É contínuo meu clamor.
Do Teu servo,_a alma_alegra
Pois a Ti, Senhor, a levo
Sim, elevo_a alma_a Ti
Pois és compassivo_e bom.

Das Escrituras
Salmo 1303

Das profundezas clamo a ti, Senhor. Escuta, Senhor, a minha voz; estejam alertas os teus ouvidos às minhas súplicas. Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá? Contigo, porém, está o perdão, para que te temam. Aguardo o Senhor, a minha alma o aguarda; eu espero na sua palavra. A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Mais do que os guardas pelo romper da manhã, espere Israel no Senhor, pois no Senhor há misericórdia; nele, copiosa redenção. É ele quem redime a Israel de todas as suas iniquidades.

Notas:
1 Optamos por traduzir o texto referente à forma litúrgica porque a forma usada nas Igrejas Reformadas do Brasil, não possui a parte final. A forma usada pelas igrejas brasileiras, diz o seguinte: “Segundo: Cada um deve determinar se realmente confia na promessa fiel de Deus, de que todos os seus pecados são perdoados somente por causa do sofrimento e da morte de Jesus Cristo.”
2 O autor do artigo fez referência ao Salmo 86 com a melodia de Genebra. A metrificação do Salmo 86 em português com a melodia de Genebra foi feita por Lucas G. Freire [https://salmodia.wordpress.com/2010/05/29/salmo-86-genebra]. [N. do E.]
3 Usamos a versão Almeida Revista e Atualizada.


Artigo publicado originalmente na Clarion Magazine, 1999.

Tradução: Morgana Mendonça.

Revisão: Arielle de Eça.

O website revistadiakonia.org é uma iniciativa do Instituto João Calvino.

Licença Creative Commons: Atribuição-SemDerivações-SemDerivados (CC BY-NC-ND). Você pode baixar e compartilhar este artigo desde que atribua o crédito à Revista Diakonia e ao seu autor, mas não pode alterar de nenhuma forma o conteúdo nem utilizá-lo para fins comerciais.

Próximo artigo Comunhão aberta?
Artigo anterior A Medida de Um Homem

Artigos relacionados

Comentários com o Facebook (0)

Comentários com o Wordpress (0)

0 Comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário

Os seus dados estão seguros! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados com *