Oficialato

Por que os oficiais das Igrejas Reformadas precisam subscrever as Três Formas de Unidade?

BAIXE O ARTIGO

Porque essa é a nossa história! As Igrejas Reformadas não são uma nova igreja que surgiu de uma oportunidade de atrair novos adeptos a uma nova fé.

A nossa história mostra que as Igrejas Reformadas estão ligadas àqueles e a tantos outros heróis da fé que batalharam por ela. A nossa fé, resumida e representada nas Três Formas de Unidade, não é uma invenção. Pelo contrário, é uma ratificação daquela “que uma vez por todas foi entregue aos santos” (Jd 3) e que fora publicada pelos nossos irmãos dos tempos apostólicos por meio da “boa confissão, perante muitas testemunhas” (1Tm 6).

Nesse sentido, subscrever esses três documentos significa confirmar o que o Credo dos Apóstolos declara sobre a igreja como sendo católica ou universal; pois, com eles, estamos combatendo o bom combate da fé junto com os nossos irmãos de todas as épocas e regiões. Logo, essa subscrição da fé nas Três Formas mantém não só a catolicidade da igreja, mas também a sua unidade em uma fé bíblica e histórica.

E por falar em história, podemos dizer que as Três Formas de Unidade não só nos liga a uma história universal, mas também nos coloca em um contexto bem particular.

Toda confissão de fé é um produto histórico, pois é a fé em tempo. A fé é atemporal, pois nos foi dada pronta, mas sua confissão é temporal. A confissão de fé é um produto de seu tempo, de suas lutas e batalhas, bem como de suas necessidades e oportunidades.

Isso quer dizer que confessamos de acordo com a nossa história. Nossas confissões representam uma história de fé durante a qual muitos deram o seu sangue. O Catecismo de Heidelberg começa com o nosso consolo no Senhor. A Confissão Belga tem nas suas páginas o sangue de um mártir. Os Cânones de Dort têm no seu corpo as marcas das heresias que tentaram minar os fundamentos da igreja de Cristo.

Foi nesse contexto de luta contras os seguidores do arminianismo, os Remonstrantes, que esses três documentos se uniram. Foi no Sínodo de Dort (1618/1619), de proporções internacionais, com a participação de 27 representantes de igrejas estrangeiras, que essas três formas se transformaram em uma.

Desde então, é requerido de todos os que serão ordenados para os ofícios em uma Igreja Reformada que subscrevam essa fé bíblica e histórica. Isso protege a igreja de heresias e confirma que fazemos parte de uma história de fé.

Então, todas as vezes em que alguém assina a sua subscrição às Três Formas de Unidade na íntegra em uma Igreja Reformada, ele está se comprometendo a defender a igreja, a unir-se a ela nessa fé e a ensiná-la a continuar nesses passos iniciados pelos nossos pais, que receberam do Senhor uma fé católica e universal. Eles se unem aos reformados que combateram os seus inimigos com a pena da firmeza doutrinária.

Em resumo, as Igrejas Reformadas têm um compromisso com a fé bíblica e histórica!


Revisão: Ester Santos.

O website revistadiakonia.org é uma iniciativa do Instituto João Calvino.

Licença Creative Commons: Atribuição-SemDerivações-SemDerivados (CC BY-NC-ND). Você pode baixar e compartilhar este artigo desde que atribua o crédito à Revista Diakonia e ao seu autor, mas não pode alterar de nenhuma forma o conteúdo nem utilizá-lo para fins comerciais.

Próximo artigo Promessa Batismal e Educação
Artigo anterior Por que as Igrejas Reformadas fazem avisos antes de receberem alguém em sua membresia?

Artigos relacionados

Comentários com o Facebook (0)

Comentários com o Wordpress (0)

0 Comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário

Os seus dados estão seguros! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados com *