Ministério da Palavra

O ministro da Palavra e o Kindle como ferramenta de trabalho

BAIXE O ARTIGO
Talvez, assim como eu, como um ministro da Palavra, você já tenha feito a seguinte pergunta: será que vale a pena comprar um Kindle? Como ele pode ser útil como uma ferramenta de trabalho para um ministro da Palavra?

Quando eu me fiz essas perguntas, não consegui obter respostas claras. De modo que comprei um Kindle, imaginando que seria útil, mas sem ter plena convicção disso.

Por isso, publicarei aqui no site revistadiakonia.org, uma série de artigos sobre a utilidade do Kindle para o trabalho do ministro. Meu objetivo é compartilhar minha experiência, na esperança de que isto seja útil aos meus colegas que estão cogitando a compra de um Kindle, e também àqueles que já possuem o Kindle, mas que talvez não saibam dessas possibilidades.

Informações para quem está cogitando obter um Kindle.

Neste primeiro artigo, quero falar de maneira geral sobre o Kindle como uma ferramenta de trabalho para o ministro da Palavra. Quase tudo que direi a seguir, pode se aplicar a ministros de outras igrejas e até a pessoas que não são ministros, porém, nesta série de artigos, terei em mente um ministro da Palavra servindo nas Igrejas Reformadas do Brasil.

Além disso, também quero mencionar que, ao falar do Kindle, me refiro à versão que possuo, isto é, o Kindle PaperWhite.

Dito isso, podemos perguntar: de que maneiras o ministro da Palavra pode usar o Kindle como uma ferramenta de trabalho?

1. Para ler livros digitais em português. Este é o uso mais óbvio. Com o Kindle, você pode ter milhares de livros em seu bolso. Isso pode ser muito útil se você está viajando, ou se quer fazer uma pesquisa sobre determinado tema nos livros que possui. A tela do Kindle não tem reflexo como as de um tablet, e ele possui uma iluminação embutida que permite uma leitura mais agradável.

2. Para ler livros digitais em outros idiomas. O Kindle oferece vários dicionários. Basta destacar a palavra desejada, e se abrirá um dicionário que corresponde ao idioma do livro. Ou se preferir, você pode selecionar uma passagem, e obter a tradução. Mas, para isso precisa estar conectado a uma rede.

3. Para verificar a amostra de um livro. Mesmo que você queira comprar o livro físico, você pode usar o Kindle para conferir a amostra digital do livro. Isso lhe permite verificar de forma geral o conteúdo do livro, lendo, por exemplo, o índice e o capítulo disponibilizado na amostra. Vale destacar que, algumas editoras, como a editora Os Puritanos e o CLIRE, costumam em determinadas épocas do ano, oferecer gratuitamente obras completas ou a preços módicos, que podem valer a pena mesmo se você tiver o formato impresso.

4. Para ter no bolso ferramentas básicas. Você pode ter em seu Kindle uma Bíblia em formato digital, as Três Formas de Unidade, o regimento das Igrejas Reformadas do Brasil e suas formas litúrgicas. Isso pode ser útil em uma emergência ou em uma visita pastoral. Desta forma, você pode ter disponível em suas mãos todos esses recursos, sem ter que carregar um monte de documentos.

5. Para acessar certos documentos. Por exemplo, você poder ter no Kindle perguntas para a visita pastoral, esboço para lidar com situações emergenciais como um velório, também relatórios, projetos, pautas, atas do conselho e dos concílios, etc. Tudo isso na palma de suas mãos, para ser usado quando precisar e com a possibilidade de fazer pesquisas. Caso queira garantir o sigilo de seus documentos, você pode colocar uma senha no seu Kindle.

6. Para ler artigos que você encontrar na internet. Pode ser que ao navegar você encontre um artigo que deseja ler depois, em uma tela mais apropriada à leitura. Para isto, basta ter em seu navegador um plugin como o “Push to Kindle”. Depois de instalado no navegador, estando na página do artigo, basta clicar no plugin (normalmente na parte superior do navegador) e ele enviará o artigo para seu Kindle. Uma das vantagens é ler o artigo em tela mais apropriada à leitura e tendo a possibilidade de aumentar o tamanho da letra.

7. Para ler o feed dos blogs que você acompanha. Você pode fazer isso manualmente, usando a versão gratuita do Kindle4rss. Nela você poderá subscrever o feed do seu blog favorito, e estando no site do Kindle4rss, você pode enviar os artigos do blog que você subscreveu para o seu Kindle. Se quiser uma opção automática, que enviará para o seu Kindle todos os novos artigos de seus blogs favoritos, você pode usar a versão paga do Kindle4rss que custa $1,9 por mês.

8. Para ler arquivos em pdf. Você pode enviar para o seu Kindle, por exemplo, documentos, sermões, palestras, revistas e livros em pdf. Isso pode ser feito através de seu e-mail do Kindle. Ao enviar o pdf como anexo em seu e-mail, coloque a palavra “CONVERT”, tanto no assunto do e-mail, quanto no conteúdo do e-mail, assim o documento será enviado ao seu Kindle já convertido para o formato mobi. O que lhe permitirá alterar a fonte, o tamanho, etc., tal como em um livro do Kindle.

9. Para acessar e ler seus sermões e palestras. Desta forma você pode ler a íntegra de seus sermões e palestras, ou seu esboço, sem correr o risco das folhas voarem, da luz apagar, ou da impressora dar um problema na última hora. Além disso, se você precisar de um sermão em uma emergência, ele estará disponível em seu Kindle. Com o sermão no Kindle, você pode escolher o tamanho da letra e a fonte, o que pode ser útil para quem tem problemas na visão.

Concluo destacando que o meu objetivo não é convencê-lo a usar o Kindle, e sim, oferecer informações para quem está cogitando obter um. Para mim tem sido uma ferramenta que me ajuda em meu trabalho como ministro, e imagino que pode ajudar a outros ministros. Mas, isso tem a ver com praticidade, e não com fidelidade. Não adianta ter um Kindle para usar em seu trabalho como ministro da Palavra se você é um ministro infiel. O Kindle é apenas uma ferramenta, e como tal, pode ser útil aos fiéis ministros da Palavra.

No próximo artigo, pretendo falar um pouco sobre algumas especificações técnicas do Kindle e sobre a relação delas com o trabalho do ministro da Palavra.

 


Revisão: Ester Santos.

O website revistadiakonia.org é uma iniciativa do Instituto João Calvino.

Licença Creative Commons: Atribuição-SemDerivações-SemDerivados (CC BY-NC-ND). Você pode baixar e compartilhar este artigo desde que atribua o crédito à Revista Diakonia e ao seu autor, mas não pode alterar de nenhuma forma o conteúdo nem utilizá-lo para fins comerciais.

Próximo artigo Pregando sobre a oração
Artigo anterior Quem são os pobres?

Artigos relacionados

Comentários com o Facebook (0)

Comentários com o Wordpress (1)

1 Comentário

  1. Eu tenho o Paperwhite. Gosto muito de ler nele. Aliás, leio muito mais rápido nele. Ainda não tentei usá-lo no púlpito com o esboço, assim que der farei um teste. Obrigado pelo artigo. Parabéns pelo conteúdo do site.

    Responder

Deixe um comentário

Os seus dados estão seguros! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados com *