Membresia

Buscando o bem no seu trabalho

BAIXE O ARTIGO

“E também que é dom de Deus que possa o homem comer, beber e desfrutar o bem de todo o seu trabalho”. Eclesiastes 3.13

“Eu não posso ter nenhuma satisfação”.

Esse é o grito de insignificância, não é! É o grito lírico de um roqueiro que alguns acham que tem tudo, mas ele constantemente rejeita os presentes de Deus, por um estilo de vida egoísta e ele apenas não pode obter satisfação em toda uma vida imoral. Sua vida está preenchida com esse lamento? Ou há um jeito melhor? O Mestre em Eclesiastes 3.13 diz sobre encontrar satisfação em seu trabalho e, assim, ele nos fornece uma mensagem muito mais significativa do que Mick Jagger, especialmente em torno do Dia de Trabalho.

O Mestre chama isso de dom de Deus para encontrar satisfação em nossa fadiga. A língua original fala de “ver bem” em seu trabalho. “Ver” tem a ver com a compreensão do bem, mesmo com a experiência. A King James traduz: Todo homem… deve desfrutar do bem de todo o seu trabalho”. Para encontrar satisfação ou prazer no trabalho – isso é um dom de Deus.

Nem todos gritam como Mick Jagger. De fato, por causa da bondade de Deus, há muitas pessoas boas que comem e bebem com prazer e encontram prazer em seu trabalho, até mesmo os não cristãos. Sua satisfação é o dom de Deus. Embora sua ausência de gratidão a Deus, testifique contra eles, isso não tira o fato de que Deus lhes dá essa satisfação.

Eclesiastes está repleto com declarações que são verdadeiras em todo o mundo. Algumas observações descrevem a vida sem sentido, isto é, sem Deus. Então o trabalho é pouco mais que um fardo infeliz, desprovido de satisfação (1.13; 2.11, 17). Mas outras declarações nos lembram do bom propósito para o qual fomos criados. Nestes, aprendemos que a misericórdia de Deus é quem provê todas as pessoas com coisas agradáveis como comida, bebida e trabalho, atenuando a maldição que veio em nosso trabalho depois que pecamos (2.24; 3.13; 5.18; 8.15; 9.7). Aprendemos que o nosso Deus é generoso. Ele envia a chuva aos justos e injustos. Se fôssemos fazer tijolos, Ele enviaria a palha. Na verdade, Ele fornece o conhecimento, força, materiais e tempo para todo o nosso trabalho. Essas coisas são seus presentes. No princípio, o Senhor Deus encheu nossas vidas com propósito, ordenando-nos a trabalhar no jardim e subjugar a terra. Hoje, em sua bondade, Deus ainda permite que muitas pessoas experimentem algo de quão bom e satisfatório é para cumprir um de nossos propósitos criados. O Mestre recomenda a todas as pessoas.

O Mestre sabe, no entanto, que esse não é o objetivo do homem. Mesmo que observe algum bem em todo o seu trabalho, um dia seguirão em frente. A morte deles marcará o fim de suas contribuições e eles não mais conseguirão obter satisfação com o trabalho de suas mãos. Os resultados e benefícios serão herdados por outro, e quem sabe o que ele fará com isso (Eclesiastes 2.9)?

Todo o propósito do homem é conhecido apenas pelos redimidos no sangue de Jesus Cristo.

Devemos, portanto, receber este versículo de uma nova forma, pois Eclesiastes foi escrito para o benefício de nossa fé. Outros podem encontrar alguma alegria em cumprir um dos propósitos do homem (trabalho), mas devemos colocar o trabalho em seu devido lugar para realmente desfrutar dele. Nosso objetivo principal é adorar a Deus. Em Jesus Cristo, fomos redimidos para adorar a Deus em tudo. Estamos agora para realizar a adoração através do nosso trabalho, assim como foi o propósito de Deus para nós no começo. “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10.31). Seu trabalho é para a glória de Deus. Faça dessa maneira! “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão” (1Coríntios 15.58).

O trabalho do Senhor é fazer o bem onde quer que você esteja. “Não nos cansemos de fazer o bem” (Gálatas 6.9) – em todo o nosso trabalho, em casa, na escola e no local de trabalho.

Tal perspectiva deve nos fazer trabalhar melhor, como aqueles que “servem ao Senhor, e não aos homens” (Colossenses 3.23). Com Cristo como Senhor, você também pode ter a certeza de que “receberá do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo” (Colossenses 3.24).

Não há maior satisfação do que isso!


Tradução: Alaíde Monteiro

Revisão: Iraldo Luna.

O website revistadiakonia.org é uma iniciativa do Instituto João Calvino.

Licença Creative Commons: Atribuição-SemDerivações-SemDerivados (CC BY-NC-ND). Você pode baixar e compartilhar este artigo desde que atribua o crédito à Revista Diakonia e ao seu autor, mas não pode alterar de nenhuma forma o conteúdo nem utilizá-lo para fins comerciais.

Próximo artigo Devemos nos envolver politicamente?
Artigo anterior Visitas em hospitais

Artigos relacionados

Comentários com o Facebook (0)

Comentários com o Wordpress (0)

0 Comentário

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário

Os seus dados estão seguros! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados com *